Ubatuba Sim!

Cunhambebe e a Paz de Iperoig

Por Luciana Muriett Del Claro

Ubatuba é conhecida por suas belas paisagens e praias paradisíacas… Cercada pela Serra do Mar e Mata Atlântica, mistura o azul do mar com o verde das montanhas formando uma verdadeira moldura.
Mas Ubatuba é também um mar de memórias…
Há 343 anos ela se chamava Aldeia de Iperoig e os caiçaras  da época eram os índios tupinambás.  Uma tribo temida em toda a região por sua valentia. E seu domínio se estendia da Bahia, passando pelo Rio de Janeiro, até Caraguatatuba.
Resultado de imagem para Cunhambebe fotos
Com quase dois metros de altura e um corpo musculoso, Cunhambebe era o chefe dos tupinambás. Gago, com fala arrastada (que os inimigos não se enganassem) botava todos para correr, rápido como uma flecha. Isso quando não os comia. Sim, os tupinambás eram canibais.
Resultado de imagem para tupinambás canibais fotos
Tirando esse “pequeno” detalhe, os tupinambás eram pacíficos… até a chegada dos brancos invasores: portugueses e franceses…
Os estrangeiros chegaram barbarizando… atacavam e matavam quem estivesse pela frente… com isso, os tupinambás foram, aos poucos, sendo dizimados..
Cunhambebe tinha tanta raiva dos portugueses que se aliou aos franceses. Mas isso não deu muito certo. Os franceses, no começo,  toparam comprar briga com os portugueses mas depois desistiram e deram no pé, deixando os lusitanos dominarem a região.
Resultado de imagem para tupinambás escravizados fotos
No final, Cunhambebe, o rei de Ubatuba, morreu doente, de corpo e de alma. Envergonhado diante de seu povo, por ter acreditado na palavra dos brancos.
Em Ubatuba, não temos nada que lembre Cunhambebe. Mas no Rio de Janeiro, ele tem um parque estadual com seu nome.
Resultado de imagem para parque estadual cunhambebe fotos
E em Bertioga, ergueram essa estátua de Chunhambebe. Ironicamente no parque dedicado aos Tupiniquins, tribo que os tupinambás tantas vezes guerrearam e venceram…
Resultado de imagem para estatua de cunhambebe em bertioga fotos
Antes de morrer, o guerreiro Cunhambebe lançou uma maldição, uma chakaruna como eles diziam: “as terras de Yperoig, que tanto os invasores queriam, seriam as terras do fracasso. Nada daria certo alí. Tudo que começasse não chegaria ao fim”.
Esperemos que passados tantos anos, essa “praga” de Cunhambebe, tenha perdido a validade…e que Ubatuba continue sendo esse paraíso na terra. Sem guerra, sem conflito, apenas a imensidão do mar como limite.
A imagem pode conter: oceano, montanha, céu, atividades ao ar livre, natureza e água
Luciana Muriett Del Claro, tem 57 anos, é jornalista e roteirista e agora se dedica ao tarot.
Ubatuba sempre esteve presente em sua vida onde passa as ferias desde a infância e sempre que pode vem se refugiar nesse paraíso, tanto que esta se programando para morar de vez em Ubatuba.
Ela tem uma página no Facebook chamada Ubatuba sua linda e sempre compartilha publicações do grupo Ubatuba Sim!